Useletter





  • Para ativar a sua subscrição terá de clicar no link que será enviado pela Google para o seu email.
  • A Useletter é o nosso popular email que versa sobre áreas como a Meditação, Mindfulness, Budismo, Yoga e outras atividades de 'Integração Mente-Corpo'. Contém os próximos encontros, dicas, sugestões, Meditações Guiadas e Ferramentas Práticas e uma relação forte com a (Neuro)ciência.

   
Voltar ao início

Top Ad unit 728 × 90

Necessito fazer um retiro meditativo?


Necessito fazer um retiro meditativo?

POR EDITOR SPM-BE |

O que é um Retiro de Meditação?
Um retiro meditativo é uma aventura pessoal. É um pequeno investimento de tempo que tem o potencial para afectar o resto da sua vida. É um espaço para silenciar o ruído e as distracções e ficar cara-a-cara consigo mesmo, criando-se a oportunidade para iniciar uma nova direcção.

Se procura um bom retorno do seu investimento, então a meditação é a solução perfeita. “Não faz nada” e é recompensado(a) com amplos benefícios. Então, imagine que recompensas podem advir não de uma sessão de meditação, mas de um período de tempo onde a prática meditativa é o foco principal da sua vida. Se o seu quotidiano é agitado/desconfortável ou sente que a vida tem algo mais a oferecer, então, um retiro de meditação pode ser algo a considerar.


Necessito de um Retiro de Meditação?
Um retiro de meditação é o 'melhor tempo'. Não há nada que se exija de si. Quando a vida decorre a um ritmo acelerado, com níveis incrementais de stresse, são poucas as oportunidades de pausar e permitir que o sistema nervoso recupere totalmente. Ir a um retiro permite sair da rotina diária, e oferece esse tempo que tanto precisa, a nível mental e físico.
Um conjunto de momentos para nos sentarmos em silêncio, aparentemente sem fazer nada. Nas culturas ocidentais, sentar em silêncio e não fazer nada pode ser visto como um desperdício de tempo. Como pode qualquer coisa significativa ser realizado por não fazer nada? Ou está realmente a não fazer-se nada?
As respostas a essas perguntas exigem uma mudança de perspectiva. Quando estamos dispostos a experimentar essa mudança um novo mundo de possibilidades abre-se.

Quando meditamos acabamos por diminuir todos os pensamentos habituais e actividades que preenchem as nossas vidas. À medida que aprendemos a acalmar os nossos pensamentos, começamos a perceber claramente uma nova perspectiva. Entramos em contacto com uma parte mais profunda de nós mesmos.
Somos recompensados  com a capacidade de estar totalmente presentes para o que está a acontecer no momento presente. Todos somos dotados de uma mente que é clara, pura e profunda. Isto é o que os mestres Budistas chamam de verdadeira natureza. Ela já está lá, dentro de cada um, mas geralmente não percebemos porque estamos sempre tão ocupados, sendo impelidos e levados pelos nossos pensamentos e desejos.



A Purificação da Mente e do Corpo
O que significa purificar? Na nossa vida diária experimentamos emoções diferentes, que vão desde o agradável ao desagradável​​. A mente não treinada lida com essas emoções com um sentimento de apego ou de rejeição. Isso resulta em desejo por experiências agradáveis ​​e aversão com as desagradáveis. Com o tempo, a felicidade das pessoas torna-se dependente de eventos externos. Quando atingem um determinado resultado que desejavam ficam felizes. Quando isso não acontece tornam-se infelizes.
No entanto, estas são apenas ocorrências objectivas. Se algo acontecer, acontece. Se isso não acontecernão acontece. A negatividade que geramos é realmente um produto da nossa própria mente.

Com base na tradição Vipassana toda a negatividade que geramos cria uma forma de impureza na mente e no corpo. Pouco a pouco, essas impurezas acumulam-se. Ao longo do tempo, essas impurezas manifestam-se exteriormente na forma de doenças físicas ou doenças psicológicas. A solução comum é a utilização dos medicamentos convencionais, mas isso é apenas lidar com o problema a um nível sintomático. Às vezes eles não funcionam; outras trazem benefícios. Quando não funcionam, os problemas físicos voltam novamente, uma vez que o quadro inicial da mente, gerador de impurezas (devido ao apego, desejo e aversão) nunca foi tratado.

Quando purificar a sua mente, o seu corpo começa a purificar-se também. Para fazer isso, tem que parar de gerar apego, desejos ou aversões. Ou seja, um estado completamente objectivo de espírito para tudo o que acontece - ou seja, a EQUANIMIDADE.

Vantagens de um retiro (mais longo)
Para além das mencionadas acima,  inúmeros estudos científicos têm demonstrado que a meditação implica enormes benefícios para a saúde . Ela afecta positivamente a química corporal, pressão arterial, respiração e metabolismo e reduz a produção das hormonas de stresse. A maioria das pessoas ficaria feliz em possuir uma ferramenta que lhes permite estar no controlo de seus níveis de stresse, não?
Um retiro de meditação pode ser o início deste processo. E tudo como resultado de “não fazer nada”!

Então, experiencial e naturalmente acontece:
- Desacelerar;
- Cura do aborrecimento (embora de início lhe possa parecer o contrário);
- "Não coçar onde faz comichão" (praticar a Aceitação);
- Fazer amizade com o seu sofrimento  (praticar a Aceitação);
- Praticar o comer mindful (em atenção plena);
- Obter uma boa dose de opiáceos naturais;
- Enamoramento pelo Planeta Terra;
- Sentir amor por todos os seres;
- Obter clareza sobre a sua vida;
- Controlar  a ansiedade e o stresse;
- Ser o seu próprio mestre;
- ...

O que acontece num Retiro de Meditação mais longo?
Um dos retiros por nós oferecido é um retiro de silêncio de 5 dias, o que poderá permite entender muito mais sobre si do que provavelmente encontrá em muitos anos de procura. Aqui não serão necessárias competências especiais, porque tudo o que envolve é meditar, comer, contacto profundo com a natureza, dormir, mais palestra diária. O que parece muito assustador de início, torna-se em algo incrivelmente libertador. O importante é entrar em sintonia com a sua própria mente e o seu corpo, mesmo que seja por curtos períodos, numa base regular, para que possa melhorar a sua consciência do momento e permitir a oportunidade de funcionar na sua plena capacidade de forma harmoniosa e saudável.

Neste retiro não terá, certamente, que fazer coisas para meditar que lhe pareçam estranhas ou difíceis ou mesmo impossíveis, como sentar-se de pernas cruzadas ou meditar por longos períodos de tempo. Há alternativas que se adaptam às necessidades de cada pessoa.

Resumindo
Um retiro prepara-o(a) para enfrentar os altos e os baixos da sua existência. Reduz a sua tensão, o medo e a preocupação. A inquietação recua e a paixão modera-se. As coisas começam a encaixar-se e a sua vida torna-se num fluir em vez de uma luta. Tudo isso acontece através da compreensão. A meditação aguça a sua concentração e o seu poder de pensar. A sua intuição apura-se. A precisão do seu pensamento aumenta, e, gradualmente, chega a um conhecimento directo das coisas como elas realmente são, sem preconceito e sem ilusão. Portanto, são estas razões suficientes para se preocupar? Dificilmente. Estas são apenas promessas no papel. Há apenas uma maneira para saber se a meditação vale a pena o esforço: aprender a praticá-la de forma correcta e a fazê-lo numa base regular.
Experimente por si mesmo!

O MEU 1º RETIRO c/ Sagarapriya
+ Informações e Inscrições


Porto, Maia, Matosinhos, Portugal, Lisboa, España, prática, praticar, Meditação, Mindfulness, Budismo, Zafu, Saúde, Formação, Buddhism, donate, doar, saúde, bem-estar, ansiedade, depressão, yoga


Próximos Encontros









Necessito fazer um retiro meditativo? Reviewed by Mindfulness Institute on 19:15 Rating: 5

Sem comentários :



Com tecnologia do Blogger.